META ATUAL

1 de 1

Cobertura de custos, site no ar e expansão

R$ 1.000,00
3.0%

Com esse valor mensal, conseguiremos cobrir nossos custos atuais, colocar nosso site no ar e realizar uma organização financeira para expandirmos nossas ações. Será um passo importante para organizarmos melhor o que já produzimos e para planejarmos novos tipos de conteúdo.


O QUE É O SITUE-SE?

O ano era 2018. Trump presidente nos EUA, extrema direita se fortalecendo ao redor do mundo, crise de reprodução do capital em escala global e Bolsonaro crescendo nas pesquisas por aqui. Ao mesmo tempo, as redes sociais já haviam se estabelecido como espaços-chave de disseminação de fake news e seguiam como meios para o recrudescimento do negacionismo e do discurso de ódio. Por outro lado, e ainda bem, nesse mesmo território ganhavam espaço iniciativas de combate ao crescimento de tal tendência política ou mesmo, de forma mais específica, para promoção da conscientização sobre a importância da luta anti-sistêmica. Surgimos nesse contexto.

 

Nossa produção sempre foi influenciada pela perspectiva anticapitalista, ou seja, pela luta política que busca a superação de um sistema socioeconômico que — com base na propriedade privada dos meios de produção, na perpetuação da concentração desenfreada da renda, na busca insaciável pelo lucro, na perpetuação do racismo e do machismo como fatores de dominação, dentre outros fundamentos — levará a humanidade ao encontro de sua extinção, caso nada aconteça em sentido contrário. Começamos nossa atuação com uma página no Instagram (@situe_se); até hoje nosso principal meio de interação com nosso público. Porém, com o passar do tempo, diversificamos nossa produção. Hoje, além da presença nas redes sociais mais tradicionais, também estamos fortalecendo um canal no YouTube, temos um Clube de Leitura com encontros online regulares, um podcast (teve início como Situe-seCast, mas a partir de agora se chamará Perspectiva Anticapitalista) e estamos na busca de subir um site próprio, no qual, além de organizarmos melhor o que já produzimos, também colocaremos novos tipos de conteúdo. Obviamente, temos total consciência de que a luta anticapitalista não deve se limitar à produção de conteúdo na internet. Na verdade, nada substitui a militância nas ruas, em partidos políticos e movimentos sociais comprometidos com a superação do capitalismo a partir da luta popular. Porém, cada vez mais, mostra-se importante esse tipo de militância virtual. A internet, como mencionado anteriormente, é um território e precisa ser disputada politicamente. Ressalte-se: estamos aqui para ajudar na construção de uma sinergia transformadora que une formação política e luta contra a desinformação.

 

POR QUE FINANCIAR? 

Durante quase três anos, trabalhamos com a produção de conteúdo na internet sem nenhuma forma de levantamento de recursos. Tudo o que fizemos até aqui, desde posts nas redes sociais até podcasts, foi pela necessidade da atuação política anticapitalista no que diz respeito à promoção da reflexão crítica como instrumento de transformação da realidade. No entanto, percebemos que se conseguíssemos, de alguma forma, mobilizar recursos para as atividades do coletivo, seria possível fazer o que fazemos com mais qualidade e com a chance de alcançar mais pessoas. Não, não vamos deixar de produzir os conteúdos de forma gratuita para quem não conseguir contribuir financeiramente. Com efeito, vamos continuar promovendo a produção de conteúdo para todes, de graça, e de forma mais amplificada. O que muda é que para algumas categorias de ajuda, a pessoa que nos apadrinhar terá acesso a conteúdos exclusivos.

 

O QUE EU GANHO AJUDANDO?

Além de contribuir com a manutenção do que já realizamos, nossas madrinhas e padrinhos terão recompensas de acordo com as quantias mensais que aportarem. Como é possível ver nos quadros de recompensa, para os valores a partir de R$ 15,00, é preciso fazer a escolha de um grande tema ou dois, no caso dos aportes de R$30,00 e R$ 60,00 mensais. Estamos trabalhando com cinco grandes temas no momento:

 

1 - Economia Política

Serão abordados temas relacionados à crítica da lógica de reprodução material capitalista e de suas consequências negativas para o desenvolvimento humano e mesmo para a preservação da vida no planeta. Entram nesse rol desde discussões teóricas sobre produção, distribuição e consumo de bens até debates mais atuais, como, por exemplo, a correlação entre antirracismo e anticapitalismo.

 

Responsável: Luiz Gonzaga - Economista, professor e mestre em ciências humanas e sociais.

 

2 - Filosofia

Em um mundo em que a Terra plana volta para a pauta, serão abordados temas e problemas clássicos da epistemologia. Teremos como pano de fundo a investigação sobre como as bases do conhecimento podem ser um instrumento de combate à desinformação. Nosso debate se deterá sobre questões como: O que é conhecimento? Como justificá-lo? O que significa dizer que algo é verdadeiro? 

 

Responsável: Sergio C. Oggioni - Professor de filosofia, mestre em filosofia com especialidade em teoria do conhecimento.

 

3 - Inovação Cidadã

Pretende-se discutir temas relacionados à apropriação crítica de tecnologias, desenvolvimento e uso de tecnologias de baixo custo e livre de direitos autorais, em favor da melhoria da qualidade de vida de populações de baixa renda, através da perspectiva do comum (commons). Serão abordados também temas relacionados ao consumo de tecnologias, seu impacto no meio ambiente, lixo eletrônico, obsolescência programada e perceptiva, complexidade e descresimento.

 

Responsável: Thiago Ceratti – Bacharel em Ciência e Tecnologia e Professor de Física e Robótica

 

4 - Geopolítica

Serão abordados temas relacionados à política internacional, discutindo fatos contemporâneos através da contextualização histórica e de uma perspectiva anti-imperialista. Além disso, através de tal perspectiva discutiremos como o sistema internacional influencia e afeta realidades regionais e nacionais.

 

Responsável: Matheus Nakamura – Internacionalista e Professor Voluntário

 

5 - Cinema

Ao mesmo tempo em que a arte pode ser usada como ferramenta de emancipação, pode se estabelecer como propagadora de estereótipos e discursos odiosos. Nesse sentido, discutiremos a importância do cinema e outras artes para o pensamento crítico e a democratização do acesso à cultura. 

 

Responsável: Idem

 

Após o cadastro para nos apadrinhar, entraremos em contato para combinar os detalhes do recebimento das recompensas.

Recompensas

a partir de R$ 1,00 por mês

Só quero ajudar

0 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 5,00 por mês

Vou dar uma força maior

0 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 15,00 por mês

A luta anticapitalista precisa de recursos

0 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 30,00 por mês

Recursos para subverter o sistema

1 Padrinho/Madrinha

a partir de R$ 60,00 por mês

Uau, agradecemos!

0 Padrinhos e Madrinhas