META ATUAL

1 de 1

Episódio mensal

R$ 200,00
45.0%

Essa primeira meta se refere a aquisição de equipamentos e serviços de edição (ou eu mesmo aprendendo e fazendo a edição) que nos permita manter uma regularidade de um episódio por mês.


Olá pessoal!
O Jovem Cientista é um podcast com episódios periódicos para discutir temas relacionados a ciência, tecnologia e saúde. Você pode ouvir o episódio zero clicando aqui!

O nosso planejamento é de produzir episódios em três formatos:

Entrevistas: Teremos um convidado, ou convidados excepcionalmente, com expertise em um determinado assunto vinculado a nossa tríade (ciência, tecnologia e saúde). Episódios nesse formato terão uma duração aproximada de 45 minutos e terão um toque um pouco pessoal do entrevistado, como as experiências e opiniões dele sobre o tema.

Mesa redonda: Teremos dois ou mais convidados com expertise em um determinado assunto vinculado a nossa tríade (ciência, tecnologia e saúde). Episódios nesse formato terão uma duração aproximada de 1 hora e serão mais impessoais e estritamente focados no tema abordado.

Monólogo: Episódios nesse formato serão raros. Nesse formato, alguém da equipe de produção irá fazer uma análise e discutí-la, apresentando uma visão para os ouvintes.

 

É graças a minha formação, experiências e história de vida que eu me sinto à vontade para tocar um projeto das dimensões que almejo para o Jovem Cientista. Meu primeiro contato com computadores foi ainda muito jovem, por volta dos 9 anos. Aos 12, já me debruçava sobre projetos com linguagens de programação e anos mais tarde já atuava como ativista de software livre, por um período como um dos coordenadores do Projeto Software - Livre Rio Grande do Norte, fundador do Grupo de Usuários do Rio Grande do Norte do Slackware Linux e posteriormente co-fundador do Poti Livre. Ao longo dessa trajetória, viajei o Brasil ministrando dezenas de palestras em vários estados e universidades, tendo sido entrevistado por grandes sites de notícia como o G1 d Globo e palestrado em eventos como o Fórum Internacional de Software Livre (FISL) e o Latinoware, os dois maiores eventos de software livre da América Latina. A primeira vez que fui convidado para palestrar fora do meu estado foi para a III Semana de Software Livre da Universidade Federal do Ceará em 2007, aos 17 anos, uma experiência fantástica.

 

III Semana do Software Livre na Universidade Federal do Ceará (2007)

III Semana do Software Livre na Universidade Federal do Ceará (2007) em Fortaleza, CE

Latinoware (2013), em Foz do Iguaçu, PR

FISL (2014), em Porto Alegre, RS

Após conclusão do ensino médio, segui para a universidade onde formei-me Engenheiro de Computação e Automação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), especialista em Big Data pelo Instituto Metrópole Digital (UFRN), Mestre em Bioinformática pelo Programa de Pós-Graduação em Bioinformática (UFRN) e fui aprovado em seleção internacional para fazer doutorado na França, financiado pela Comissão Européia. Hoje, sou aluno de doutorado na Sorbonne Université em Paris e pesquisador no Institut Curie.No período do início da graduação até o fim do mestrado, participei por 9 anos de atividades de pesquisa no Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/HUOL/UFRN), onde fui co-fundador, participando do primeiro grupo de 3 alunos a participar do laboratório. Sempre foi uma honra ter participado deste grupo, e foi uma aventura e tanto vê-lo crescer de 3 alunos e poucos professores (2010~2011) para mais de 400 colaboradores e cooperações com universidades de vários países do mundo (2019). Muitas são as razões que me permitiram abrir os olhos para vários assuntos, e as visitas técnicas e discussões com pesquisadores de várias instituições do mundo foram fundamentais para isso. Dou ênfase aqui do nacional ao internacional, seja do Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras interior da Paraíba, ao Media Lab do MIT e a Escola de Saúde Pública de Harvard, onde visitei por várias vezes. Da academia à indústria, seja do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) da Fiocruz ao parque de inovação de Trento na Itália.

 

OPAS em Washington, US

No LAIS, fui de aluno de iniciação científica à gerente de projeto, passando por vários projetos e posições. Uma experiência única de vida onde fiz muitos amigos e aprendi bastante. Ainda nos primeiros anos do LAIS, boa parte da equipe já trabalhava dentro do Hospital Universitário Onofre Lopes, o que me permitiu por boa parte desses 9 anos trabalhar in loco, dentro do hospital, presenciando o dia a dia de vários profissionais de saúde e participando de vários projetos multidisciplinares.

Bem, se você quer saber mais da minha história e do que aprendi até agora nessa caminhada, acompanha o podcast wink

Recompensas

a partir de R$ 1,00 por mês

Só quero ajudar

0 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 3,00 por mês

Gota no oceano

3 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 10,00 por mês

Parceiro

4 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 20,00 por mês

Colaborador

0 Padrinhos e Madrinhas

a partir de R$ 50,00 por mês

Anjo da guarda

1 Padrinho/Madrinha